Loading...
Via Sacra refletindo a partir de São Francisco as dores de Jesus

À noite, pela tarde, na madrugada, em Canindé durante os Festejos de São Francisco não existe tempo ou horário certo para a oração. Como por exemplo, as Via sacras que são rezadas todos os dias por romeiros na Avenida Francisco Cordeiro Campos até a Igreja do Monte ás 5h da manhã. Uma tradição de anos e que também foi muito presente na Vida de São Francisco.

Francisco, por inspiração divina, abraçou pobre e humildemente a cruz de Jesus e deixou-se impregnar, arrebatar e transformar totalmente pelo espírito de abnegação divina.

Frei Paulo Santos esteve conduzindo uma destas Via Sacras tradicional em Canindé e conversou com nossa equipe de reportagem sobre este momento especial vivenciado durante a Festa de SÃO Francisco.



Após a Via Sacra, depois da celebração Eucarística e durante todo dia ao lado da Igreja de Cristo Rei, a Ordem Franciscana Secular mostra concretamente o que diz São Paulo “A fé sem obras é morta”. Dona Carminha em entrevista a Rádio São Francisco mostra como funciona este momento e as necessidades para que o trabalho continue.




Colaborador: João Pedro Martins

Fotógrafo a serviço do Santuário de São Francisco das Chagas.